Como é a rotina de se viver na Austrália

A Michelle queria morar fora, depois de ouvir de algumas amigas como é a vida na Austrália resolveu ir também. Depois de 10 anos a Austrália continua sendo sua casa e ela conta como é a vida por lá.

Vim pra Austrália logo depois que me formei na faculdade de Publicidade e Propaganda. Praticamente larguei tudo, como se dizem. Na época eu era Gerente de Atendimento numa agencia de propaganda em Porto Alegre. Não estava feliz com a minha carreira, uma vida muito estressante e longas horas de trabalho.

Mais o fato de não conseguir me sustentar sozinha e não ter grana pra viajar me deixava um pouco estressada com o meu futuro. Sempre sonhei em conhecer o mundo mas eu mal tinha dinheiro pra pagar uma viagem pro Uruguai de carro!

Decidi  vir pra Austrália em 2004 depois de duas amigas se mudarem pra cá. Só ouvia coisas boas da Austrália e quando elas me contaram que com o salário de garçonete elas moravam numa praia linda, em um apartamento legal, voltavam de ônibus das baladas as 3am sem preocupação e iam viajar pra Bali no verão… Gente, nesse momento foi quando realizei que ficar no Brasil não tinha nenhum futuro. Não para mim, não naquele momento.

O que você queria ver/encontrar?

Antes de sair eu queria ver lugares lindos! Acho que meu maior objetivo era estar naqueles lugares que me faziam querer largar tudo pra conhecer. E claro, conhecer pessoas, viver momentos e experiências novas, ver a vida de outro ponto de vista. Mas eu sabia também que era uma busca pessoal e interior, e eu queria ver lugares, mas queria através deles encontrar a mim mesma.

Então comecei a planejar…

Comecei juntar dinheiro (meu pais só me deram o visto de presente o resto tive que me virar!) e em 2006 cheguei em Sydney com 2 anos de visto de estudante, 2.000,00 dólares australianos no bolso e determinada a morar no exterior pra sempre (sempre achei que o mundo é tão grande e a vida tão curta pra se desperdiçar morando a vida toda no mesmo lugar). O começo não foi fácil, mas por sorte ou destino eu adorei a Austrália! Acho que vale muitoooo a pena morar fora nem que seja por alguns meses, o aprendizado e crescimento não tem preço.

5 coisas incríveis sobre morar na Austrália

  1. Segurança!

    Gente, me da um prazer andar na rua, usar transporte publico e dirigir a qualquer hora do dia sem me preocupar. De ver pessoas usando seus iPhones, Ipads ou laptops em transporte publico. Tomara um banho de mar e não me preocupar que vão levar minhas havaianas! Claro que tem bairros aqui que você precisa se cuidar, mas em geral não chega nem perto da violência que vemos no Brasil.

  1. Qualidade de Vida.

    Morando na Austrália eu comecei a curtir muito mais estar ao ar livre. Caminhadas, um picnic no parque, anda de bike, ler livro num café ao ar livre etc. Acho que devido a segurança você acaba ficando mais ao ar livre do que dentro de shopping centers como eu fazia em Porto Alegre. Aqui um dia de sol todo mundo está na rua : ) Mais a saúde publica aqui que é ótima. Como sou residente agora tenho direito ao serviço de saúde público, e funciona que nem privado! Tudo muito fácil e atendimento muito rápido. Nunca fui em hospitais aqui, mas só ouvi coisas boas sobre os hospitais públicos.

  1. Oportunidade.

    Aqui não tem tanta diferença nas classes sociais, e credito que seja porque tem oportunidade pra todos. Vejo como de uma forma ‘e fácil pra qualquer um ter imóvel próprio (apesar do mercado imobiliário aqui ser bem caro), carro próprio, abrir empresa própria (a Austrália tem um numero enorme de pequenas empresas), viajar para o exterior todo ano, etc.

  1. Aprimorar a língua inglesa.

    É muito mais fácil aprender inglês quando você está imerso na cultura. E o inglês me abriu as portas do meu conhecimento de um nível inacreditável. Pois só com o português você fica tão limitado com o que foi traduzido. Só percebi isso depois que meu inglês ficou fluente e isso vale para qualquer profissão.

  1. Cultura.

    O jeitinho “easy going” dos Australianos me encanta, tudo muito relax, um ajudando o outro… Povo super educado, sempre um thank you (obrigada) e um sorry (desculpa). O transito então, amo! Eu tenho um sentimento que aqui tudo funciona, muito raramente eu vou ter problemas para resolver alguma situação e sei que se reclamar serei ouvida. Isso faz uma diferença na vida!

 

5 coisas difíceis sobre morar na Austrália (Se tiver 5)

  1. Sem um inglês avançado os primeiros meses/anos podem ser bem difíceis.

Eu tive muita sorte que com meu inglês básico, achei emprego na segunda semana aqui, mas muita gente não consegue por meses. Também fica bem difícil de se adaptar com empregos de faxineira, garçonete, assistente em obras etc. que são bem cansativos e ainda estudar. Muita gente acaba indo embora cedo, mas vale a pena aproveitar essa oportunidade para crescer como pessoa, valorizar as oportunidades e deixar de lado preconceitos.

Mas com o tempo e o inglês avançado, as oportunidade aumentam e também as chances de achar emprego na sua área. Eu consegui emprego na minha área depois de três anos aqui e com o inglês ainda intermediário!

  1. Estar longe da família e amigos nos primeiros anos, principalmente na Páscoa, Natal e final de ano.

Os primeiros meses são os mais difíceis… a saudade do conforto da mãe, da comida caseira… Ai tem o Páscoa e Natal sem família, bate aquele aperto quando você vê os vizinhos almoçando com a família! Mas com o tempo você se acostuma, faz novas amizades e começa a celebrar as festividades juntos.

  1. Devido a distancia e o valores de passagens aéreas fica difícil ir para o Brasil mais seguido.

Ir para o Brasil vira uma coisa a ser planejada. Como a viagem dura em media 20 horas não tem como “ir passar só uma semaninha com a família”. Ainda mais quando as passagens para outros países na redondeza são bem mais baratas! Sempre fico com dois corações, vou pro Brasil ou pra Bali?!

A Michelle Ferreira é de Canoas, cidade metropolitana de Porto Alegre, Rio Grande do Sul e chegou à Austrália em Setembro de 2006.

2017-07-25T13:03:27+00:00