Como é viver no interior da Tanzânia, África?

A Susi está morando na Tanzânia, um país na costa leste da África, e depois do primeiro impacto da mudança, que você pode conferir AQUI, ela conta mais detalhes de como é a vida por lá!

“Um fato engraçado aconteceu no último final de semana: estávamos, eu e meu esposo, já deitados em um quarto de hotel em Dar es Salaam quando ouvimos um som familiar vindo do bar do hotel… era uma banda africana tocando e cantando Gustavo Lima (tchê, tchê rere, tchê, tchê…), Latino e Michel Teló.

Quem nos conhece sabe que não gostamos muito deste estilo de música, mas estar fora do país transforma as pessoas! Levantamos, trocamos de roupa e fomos para o bar. O repertório brasileiro já havia acabado, mas pedi para a banda repetir e fizeram, com muito gosto!

O impressionante era que eles cantavam sem nenhuma ‘cola’, tudo decorado, e saía direitinho, óbvio que eles não sabiam o que estavam cantando!

Viver fora do nosso país é sentir saudades de coisas que nem apreciávamos tanto quando estávamos no Brasil! Vez ou outra, me dá uma vontade danada de comer um cacetinho (sim, sou gaúcha!) ou um francês (ok, vivi bons tempos em SC!) com mortadela!

Então tá, vamos às curiosidades daqui! Viver na Tanzânia é…

Sair na rua e ser chamada de Mzungu! É como os estrangeiros são chamados aqui e os locais nos identificam como ‘Mzungu’ pela cor da pele! Não é pejorativo, segundo Cristhina, minha ajudante aqui em casa! Ainda segundo ela, “Mzungu é uma pessoa branca, diferente para nós, mas não significa uma pessoa má, Mzungu é uma pessoa boa!’ Ela ri!

Viver na Tanzânia é precisar de uma prestação de serviço simples, como, por exemplo, trocar uma torneira e vir uma galera fazer o trabalho!! Sim, eles trabalham em equipe (risos). Para eles, mais vale a parceria e o momento juntos do que o trabalho e o dinheiro! Parece engraçado, mas nem sempre é, pois a língua deles, o swahili, é uma língua agressiva aos ouvidos, parece que estão brigando e eles falam muito, todos juntos, e a impressão é a de que estão muito distantes um do outro pelo volume da voz!

Viver aqui é se surpreender com as belezas naturais. Posso ir na mesma praia, fazer o mesmo safari, assistir ao pôr do sol inúmeras vezes que sempre fico impressionada, dá vontade de não sair do lugar, ficar ali curtindo aquela paz…

Viver na África é receber visitantes ilustres no jardim! Tem macacos, estes são os maiores frequentadores, adoram uma banana e maracujá! Ah! E também os tomatinhos da minha horta! Recebo, também, moongose (parentes dos suricatos), gavião, hedgehog (uma espécie de porco espinho que muitos têm como animal de estimação). Já perguntei se não corro o risco de ver um leão no meu jardim! Sério, perguntei mesmo!! Afinal, estamos a 100km de uma reserva natural, mas me garantiram que não, nunca houve nenhum registro de algum animal selvagem ter vindo na cidade! Ufa…!!!!

Viver na Tanzânia é…

Viver na Tanzânia é ter que dirigir na mão inglesa, isso significa dirigir do lado direito no carro e, por segurança, um carro 4×4 e grande! Aqui, saindo das rodovias, as estradas são brutas e o trânsito é um caos total!! Muitas vezes, por não obedecerem às regras de trânsito aqui, fico confusa e penso estar errada, quando, na verdade, são eles que estão!

Imagina você estar dirigindo e um ônibus vem no sentido contrário, na mesma pista que você, dando sinal de luz: ‘nossa, estou na contra mão, estou dirigindo como se estivesse no Brasil… não, espera aí, é ele que está na contra mão, ultrapassando’!! Entendeu?! Ficou confuso?! É assim mesmo que me sinto (risos)!”

Para quem quer saber mais sobre o que a Susi está vivendo na Tanzânia é só acompanhar a página no faceb0ok, Pela Tanzânia e também no Instragram.

Por Susi Weschenfelder

2017-07-19T21:11:21+00:00