Viajar pelo Brasil com uma filha de 3 anos

Larissa foi para o Peru em um momento que precisava refletir sobre a vida. Na volta, concluiu que deveria viajar pelo Brasil com uma filha de 3 anos. Afinal, tudo só faria sentido se compartilhasse as experiências com a pequena Clarice.

A próxima viagem depois do Peru foi para Florianópolis, dessa vez com a pequena. De Belém a Florianópolis é uma bela jornada. Apesar da vontade de vivenciar todas as experiências que uma viagem proporciona com a filha, as dúvidas continuavam na cabeça: “será que vai ter “estrutura”? será que vou conseguir? Será que não vou me sentir culpada por trazer uma criança tão pequena para encarar sol, chuva, frio e mudanças de clima toda hora?”

Mas sabe aquele ciclo que todo mundo precisa enfrentar? Então, aquela viagem era como embarcar novamente com o papel em branco para escrever novas linhas. Larissa não hesitou. Como a grana estava curta, por conta do valor do dólar absurdamente acima do esperado, ela decidiu viajar pelo Brasil.

Viajar pelo Brasil com uma filha pequena

Embarcaram para Florianópolis. Clarice estava para completar 3 anos. Foram 25 dias fora de casa, longe do pai, dos amiguinhos, da família. Um tanto desafiador, começando pelas horas de viagem, escalas e troca de avião. Foram quase 10 horas de missão.

Chegando em Florianópolis, elas seguiram para Itajaí. Ficaram em um apartamento simples, de uma amiga de Belém, mas como tudo necessário. Elas iam às praias sempre que possível, afinal, era verão em Santa Catarina.

Clarice não colocou dificuldades em nenhum momento, se superou também nos lugares novos. Vendo ela se comportar, Larissa pôde perceber que assim como os adultos, as crianças também precisam caminhar e experimentar coisas novas até com mais frequência.

Quando a pequena compreende as necessidades da mãe

No dia que foram ao morro do careca, em Camboriú, Larissa decidiu saltar de parapente e a pequena ficou ali… Entendeu que mamãe queria voar e que seria maravilhoso ficar no céu. Foram pouco mais de 30 minutos de voo. Na descida ela quis saber como foi ver a praia do alto.

Na volta para casa, Larissa conversou baixinho novamente com ela mesma. Olhando pela janelinha do avião e ouvindo Clarice dizer que queria voar mais alto, para mais longe, percebeu que todos os empecilhos e dificuldades que colocou são superáveis. Viajar pelo Brasil com uma filha de 3 anos não foi tão complicado quanto imaginou. E, além disso, ela pode sim fazer com que a Clarice seja sua companheira de estrada sempre que puder.

Faltam alguns meses para a próxima viagem. Até agora não decidiram o lugar, certamente será pela América do Sul, porém ela está esperando dar aquele estalo para decidir para onde vão.

Larissa Noguchi

Larissa tem 26 anos, é jornalista, mora em Belém, no Pará, e é mãe da pequena Clarice de 3 anos.

2017-07-18T18:45:02+00:00